Investir de forma inteligente - Tesouro Direto


Essa é uma série de artigos que apresenta uma abordagem simples e dinâmica decomo diversificar seus investimentos além da poupança e se tornar um pequeno investidor inteligente. O objetivo principal é gastar o mínimo possível com taxas, diversificando os investimentos em renda fixa e variável visando ganhos acima da inflação.

No primeiro texto falamos sobre como começar a investir de forma inteligente. Agora vamos entrar um pouco no mundo da Renda Fixa, especificamente um dos investimentos que se tornou bastante popular nos últimos anos, o Tesouro Direto.

Tesouro Direto (TD)

O Tesouro Direto é um programa de investimento feito pelo Governo Brasileiro em parceria com a B3 (Bovespa) para que pessoas físicas possam investir em títulos públicos via corretoras de valores. Ou seja, você literalmente empresta dinheiro para o governo e recebe de volta esse valor com o reajuste dos juros contratados no vencimento do título.

O Tesouro Direto é considerado um investimento de Renda Fixa, pois quando você contrata o investimento, você sabe quanto irá receber no vencimento. Diferentemente de ações, que são investimentos em Renda Variável , assunto que abordaremos nos próximos artigos.

Assim, podemos dizer que os investimentos em Tesouro Direto são investimentos conservadores,sendo ótimas alternativas para a poupança, títulos de capitalização entre outros.

Além disso, o Tesouro Direto é considerado um dos investimentos mais seguros do Brasil, pois é garantido 100% pelo Tesouro Nacional e em até R$250.000,00 pelo fundo garantidor de crédito. Inclusive, grandes bancos e seguradoras pegam o dinheiro de títulos de capitalização e fundos de investimentos e aplicam em títulos públicos.

Inclusive, mesmo que sua corretora quebre, seu dinheiro está seguro com o Tesouro Nacional, ela é somente uma intermediadora.

Um dos grandes erros das pessoas que deixam o dinheiro em modalidades de investimento oferecidas pelos bancos é de que você precisa de muito dinheiro para conseguir taxas melhores. Mentira.

Você não precisa de ter rios de dinheiro para investir no Tesouro Direto, os títulos são vendidos em frações de 0,01, e no dia que eu estou fazendo este artigo, existem títulos com frações de 0,01 a R$6,37. Mas vale a pena ressaltar que deve-se respeitar o valor mínimo de investimento no Tesouro Direto que é de R$30.

Entretanto existem vários tipos de títulos, e precisamos entender como funciona a rentabilidade de cada um, para isso, precisamos entender dois indexadores:

  • IPCA: é o indicador oficial do Governo para a inflação, ou seja, o quanto seu custo de vida aumentou nos últimos 12 meses. Em dezembro de 2017 essa taxa estava em 2,94%;
  • SELIC: é a taxa básica de juros da economia, que dita quais serão as taxas de juros cobradas a você, consumidor e investidor pessoa física.

Uma manobra bastante executada pelo Banco Central é a de aumentar a taxa de juros Selic para frear o avanço da inflação (IPCA).

Mas vamos aos três principais tipos de títulos do Tesouro Direto:

NTNB (Pós-fixado) — IPCA + Taxa Pactuada

LTN (Prefixado) — Taxa Pactuada

LFT(Pós-fixado) — SELIC

Existem outros tipos de títulos do tesouro como o NTNF (Prefixado com Juros Semestrais). Porém neste artigo vamos abordar somente os três primeiros, por serem os mais recomendados para pequenos investidores.

O Tesouro Prefixado (LTN), é um título onde a rentabilidade é definida no momento da compra. Na data da elaboração desse artigo, existe um título Tesouro Prefixado com rentabilidade de 9,57% a.a. e vencimento em 2023. Vale a pena lembrar que essa taxa não é nominal, pois não é descontada a inflação.

Já o Tesouro IPCA+ (NTNB) protege o investidor da variação da inflação e pactua, no momento da compra, qual será sua rentabilidade real. Na data de elaboração desse artigo, estava sendo ofertado um título Tesouro IPCA+ com rentabilidade de 4,75% a.a. e vencimento em 2024. O número pode assustar por ser baixo, mas aqui, a rentabilidade é real ao contrário da nominal. Dessa maneira, no vencimento do título, sua rentabilidade será composta pelos 4,75% contratados somados à variação da inflação (IPCA) no período que esteve de posse do título.

Enfim , o Tesouro SELIC (LFT) é o título que é totalmente pós-fixado, a rentabilidade definida no momento da compra normalmente é 0% a.a. Ou seja, você não sabe qual será sua rentabilidade no momento da compra, isso porque ele irá render a taxa SELIC média do período que seu dinheiro ficou investido. Quando eu escrevia esse artigo , a taxa SELIC estava em 7% a.a. — imaginando que este cenário permanecesse assim pelo próximo mês, na compra de um título hoje e venda daqui um mês, teria um rendimento bruto nominal de pouco menos de 0,6%.

Um ponto importante é que as taxas definidas na compra dos títulos só serão honradas caso o título seja vendido no seu vencimento.

E quem compra os títulos, antes ou depois do vencimento? O próprio Tesouro! Ele compra os títulos de volta diariamente, portanto a liquidez dos títulos é diária.

Outro fato sobre Tesouro SELIC (LFT) é que ele é totalmente pós-fixado (taxa de rentabilidade de 0% no momento da compra), que traz uma vantagem interessante: por acompanhar a taxa de juros, sem nenhuma parte pré-fixada, não há como o mercado especular sobre esse título.

Portanto, recomendamos para o pequeno investidor alocar a maior parte dos seus recursos no Tesouro SELIC (LFT). Assim, caso precise retirar seu dinheiro antes do vencimento, sempre terá ganhos, assimilando-se à poupança.

Ainda assim, é importante que o investidor tenha recursos nas outras modalidades, para diversificar seus investimentos e proteger-se contra riscos, afinal, são indicadores de mercado como taxa de juros básica e inflação que determinam os ganhos através do Tesouro Direto. Ao investir no Tesouro IPCA+, protege-se o patrimônio da inflação; ao investir no Tesouro Prefixado, garante-se ganhos substanciais caso a taxa de juros seja reduzida.

Finalmente, quando estávamos falando de rentabilidade e venda dos títulos, não descontamos três importantes fatores para chegarmos a rentabilidade líquida: imposto de renda, IOF e taxas.

Para as taxas, temos 4 importantes, sendo 3 que não podemos fugir e 1 que podemos evitar:

O IOF que incide sobre investimentos em Tesouro Direto é regressivo e somente se aplica para resgates de até 30 dias, as alíquotas se estendem de 96% do rendimento da operação, para um dia de aplicação, declinando até 0 % do rendimento, para 30 dias. Após o 30º dia de aplicação, não há mais incidência de IOF sobre os títulos.

Incidem também sob os títulos de Tesouro Direto imposto de renda(IR) sobre os rendimentos, valor que é retido na fonte no momento da venda, acompanhando uma tabela regressiva:

22,5% — Até 180 dias

20% — 181 até 360 dias

17,5% — 361 até 720 dias

15% — Acima de 720 dias

Ou seja, em qualquer investimento em Tesouro Direto, o interessante é manter o título por pelo menos 2 anos, minimizando o “gasto” com IR, e NUNCA retirar com menos de 30 dias para não perder com IOF.

Além das taxas acima temos a taxa de custódia da B3, atualmente em **0,30% a.a. **Destas três taxas não conseguimos escapar.

Da quarta taxa podemos escapar, que é a taxa de administração do agente de custódia, a instituição financeira por onde você compra e vende títulos. Para economizar, temos boas corretoras independentes que não cobram essa taxa. Recomendo e uso a Easynvest, como falei no primeiro artigo.

Eu invisto no Tesouro Direto através dela por ter um processo de abertura de conta simples, um site fácil de usar, não cobrar taxa de administração, repassar os recursos de venda do tesouro no mesmo dia, ser uma corretora que existe há quase meio século e uma das pioneiras no meio digital. É importante ressaltar que as taxas da B3 e da corretora são cobradas nos primeiros dias úteis de janeiro e julho de cada ano, portanto provisione o valor correspondente na conta corrente da sua corretora nessas datas.

Para comprar é bem simples, você acessa a seção de Tesouro Direto no site da corretora e confere os títulos a venda. Em 22/01/2018 haviam estes a venda:

alt text center

Na coluna valor desejado, estão os valores de 0,01 parte de um título, porém devemos respeitar o valor mínimo de R$30 citado acima.

Imaginando que temos R$ 1000 disponíveis para investir em Tesouro Direto, uma divisão possível seria:

  • 50% no Tesouro Selic 2023–0,05 títulos, totalizando R$ 466,15
  • 25% no Tesouro IPCA+ 2024–0,11 títulos, totalizando R$ 247,08
  • 25% no Tesouro Prefixado 2020–0,29 títulos, totalizando R$ 249,80
  • Investimento total: R$ 963,03

Com o planejamento feito , a próxima etapa é transferir o valor total da sua conta-corrente para a conta da corretora. Vale a pena transferir um pouco mais — 1%, por exemplo — evitando que uma pequena mudança nos preços dos títulos impeça a compra. Com o dinheiro na conta da corretora, o passo final é comprar os títulos.

Após o envio da ordem de compra, é necessário aguardar o processo de liquidação que leva dois dias. Ao final, você poderá conferir seu extrato do Tesouro no site da corretora e no Portal do Investidor do Tesouro Direto.

Vale ressaltar que a alocação acima é para efeito de ilustração — cada um deve estudar e definir por conta própria como investir seu dinheiro. Se há chance de você precisar do seu dinheiro numa situação de emergência (filhos, saúde, etc), direcione a maior parte para o Tesouro SELIC. Recomendo utilizar o próprio Simulador do Tesouro Direto.

Vamos bater um papo?

Há cerca de uns quatro anos, comecei a procurar informações de como investir melhor meu dinheiro, assim como você. Estudei e ainda estudo bastante: opções de investimento, relatos, taxas, rentabilidade, bancos, corretoras e etc..

Infelizmente, pouca gente investe de maneira inteligente e, principalmente, consciente. À outra parte da população, resta seguir as recomendações de seus gerentes, que trabalham para grandes bancos, portanto, mais interessados nos próprios lucros. O material disponível na internet também geralmente é escasso, desatualizado ou fragmentado.

Ainda quero aprender muito e minha ideia com essa serie de artigos é tentar compilar o que eu vejo de melhor sobre esse mundo. Se você ficou com dúvidas, quer entender melhor algum ponto ou bater um papo sobre uma situação específica, me manda um email e vamos aprender juntos!

Related Posts

How to put your sideproject online with less than $6

Investir de forma inteligente - Começando como um pequeno investidor

Porque devemos investir enquanto jovens

Hello World!